O governo dos Estados Unidos ordenou à Rússia que feche o seu consulado geral na cidade de S. Francisco, no estado da Califórnia, e deuas outras dependências diplomáticas em Washington e Nova Iorque até ao dia 2 de setembro.

A decisão foi comunicada pela porta-voz do departamento de Estado, Heather Nauert, e apresentada como uma retaliação à decisão russa de expulsar 455 funcionários de instalações norte-americanas em Moscovo, após o Congresso dos Estados Unidos ter agravado as sanções económicas à Rússia.

Acreditamos que esta medida foi injustificada e prejudicial para as relações entre os dois países", afirmou Heather Nauert, citada pela agência Reuters.

A porta-voz justificou ainda a medida com "o espírito de paridade", razão porque os Estados Unidos exigem "ao governo russo que feche o seu consulado geral em S. Francisco, um anexo da embaixada em Washington e um anexo ao consulado em Nova Iorque".

Estes encerramentos devem estar concretizados no dia 2 de setembro", firmou a porta-voz do depafrtamento de Estado.