A ONU rejeitou hoje críticas do Japão sobre a visita do secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-Moon, à China para participar num desfile militar evocativo da rendição do Japão na Segunda Guerra Mundial.

Segundo o porta-voz da ONU, Stephane Dujarric, Ban Ki-Moon já participou este ano em vários países em comemorações semelhantes, incluindo na Ucrânia, Polónia e Rússia.

Ban Ki-Moon “espera que os países aproveitem esta oportunidade para refletirem sobre o passado e, obviamente, para olharem para o futuro”, disse.