Um vídeo, datado de 8 de fevereiro de 2015, mostra Salah e Brahim Abdeslam a divertirem-se numa discoteca em Bruxelas. Divulgado pela CNN, o vídeo de apenas poucos segundos faz parte de uma reportagem de Nina dos Santos, jornalista que conseguiu entrevistar dois amigos dos terroristas responsáveis pelos ataques em Paris.

Brahim Abdeslam, claramente visível, dança com um cigarro na mão e conversa animadamente com uma rapariga loira, enquanto Salah, de "sweatshirt" cor de laranja, se diverte com um grupo de amigos.

Os dois irmãos foram filmados por estes dois amigos que cederam o vídeo à cadeia televisiva norte-americana. Em conversa, sob identidades falsas, "Karim" e "Rachid" contaram que Brahim eram o mais sério dos dois irmãos e Salah um amante da diversão. 

"Eram boa gente. Suponho que se poderia dizer que viveram a vida ao máximo", contou "Rachid", acrescentando que "[Salah] gostava de mulheres. Era uma espécie de mulherengo, e em dada altura ouvi dizer que tinha uma noiva".

No entanto, tudo parece de ter mudado a partir daquela noite, apesar dos dois amigos não se terem apercebido da transição dos irmãos em direção ao radicalismo.

"Essa foi a última vez que os vi beber. Brahim começou a ser mais religioso. Assistia às orações de sexta-feira na mesquita, e também rezava em casa"

Durante a conversa, os dois amigos revelaram ainda que foram interrogados no âmbito das investigações policiais em torno dos atentados de Paris, que fizeram 130 mortos.

Recorde-se que Salah Abdeslam foi ferido e detido no dia 18 de março em Bruxelas, numa megaoperação das autoridades belgas em conjunto com as autoridades francesas.