O Presidente francês François Hollande defendeu hoje que o estado de emergência no país, na sequência dos atentados terroristas em Paris, seja prolongado por três meses, indicaram fontes parlamentares.

De acordo com fontes parlamentares ouvidas pela agência noticiosa France Presse, François Hollande terá comunicado esta intenção ao parlamento.

"Ele disse-nos que quer o estado de emergência durante três meses, no mínimo", disse uma das fontes.

Segundo o Le Monde, o primeiro-ministro, Manuel Valls, já confirmou a vários membros do Parlamento que o estado de emergência se prolongará por três meses.