Ibrahim Halil Dudu, um refugiado sírio acolhido por uma família canadiana, foi a salvação de uma noiva em apuros. Aconteceu na semana passada, quando Jo Du teve um imprevisto a poucos momentos de subir ao altar: o fecho do vestido de noiva partiu-se.

O pânico estava lançado entre a noiva e as damas de honor: nenhuma delas sabia consertar o vestido e, a um domingo, era difícil conseguir uma costureira.

Saíram para pedir ajuda aos vizinhos e valeram-lhes os dotes de Ibrahim, que trabalhava como alfaiate antes de deixar a Síria e tinha chegado ao Canadá há apenas quatro dias.

A intervenção do homem, com cerca de 30 anos de experiência como alfaiate, foi registada pela lente da fotógrafa Lindsay Coulter que, contratada para fotografar a cerimónia, acabou por assinalar o momento.

Todos os fins de semana fotografo pessoas no dia mais feliz das suas vidas e, hoje, um homem que viu uma das piores coisas do mundo, ofereceu-se para ajudar”, escreveu no Facebook. “Eu tenho orgulho de morar no Canadá, um país que inúmeras vezes abriu as portas a refugiados.”

Em entrevista à CTV News, o alfaiate Ibrahim contou que a noiva estava “empolgada e feliz” e que “estava ainda mais alegre” por estar a ajudá-la.

Gosto de ajudar os canadianos, do fundo do coração”, afirmou.