O neurologista e escritor Oliver Sacks morreu hoje na sua casa em Nova Iorque aos 82 anos, informou a edição online do jornal The New York Times.

O reconhecido autor, tanto pelo público em geral como pela comunidade científica, vendeu mais de um milhão de cópias nos Estados Unidos e a sua obra “Despertares” (1973) sobre um grupo de doentes com casos raros de encefalite foi adaptada ao cinema em 1990 com as interpretações dos atores Robin Williams e Robert De Niro.

“Musicofilia” ou “O Homem Que Confundiu a Mulher com um Chapéu” são outros dos títulos mais conhecidos de Sacks, que estão traduzidos em português.