A jazida poderá representar um potencial de 850 mil milhões de metros cúbicos, numa "área de 100 quilómetros quadrados", afirmou a empresa em comunicado, precisando que a descoberta, "depois de totalmente desenvolvida" vai ajudar a cobrir "as necessidades de gás natural do Egito durante décadas".

"Esta é a maior descoberta de gás feita no Egito e no mar Mediterrâneo", refere o comunicado, acrescentando que pode também "tornar-se uma das maiores reservas de gás natural do mundo".

O Ministério do Petróleo egípcio confirmou em comunicado a descoberta, feita a 1.450 metros de profundidade.