Cinco bombistas suicidas fizeram-se explodir, esta sexta-feira, durante operações do exército a acampamentos de refugiados no leste do Líbano, fazendo pelo menos sete feridos entre os militares, indicou o exército em comunicado.

As operações do exército destinadas a prender “terroristas e apreender armas” foram efetuadas em dois acampamentos na região de Aarsal, no nordeste do país, junto à fronteira síria, segundo a mesma nota.

Durante incursões ao acampamento de Al-Nour, um ‘kamikaze’ fez detonar o cinto de explosivos à chegada de unidade do exército. Três soldados ficaram feridos, mas não correm perigo”, acrescentou.

Outros três bombistas suicidas fizeram-se explodir, sem causar feridos.

O exército apreendeu quatro engenhos explosivos, de acordo com o comunicado.

No acampamento de d'Al-Qariya, "um dos terroristas acionou o cinto de explosivos", também sem causar feridos.

Mais quatro soldados ficaram feridos, depois de "um outro terrorista ter lançado uma granada".