Equipas de mergulhadores prosseguiam hoje com as operações de busca pelo capitão do petroleiro que se afundou na sequência de uma explosão ao largo da costa do Japão.

A guarda costeira nipónica destacou seis navios patrulha e vários aviões para a zona do acidente, onde o petroleiro, com cerca de mil toneladas, se afundou cerca de dez horas depois de uma explosão a bordo seguida de um grande incêndio.

Sete tripulantes foram resgatados, incluindo um que permanece inconsciente com várias queimaduras graves em todo o corpo, mas o capitão do navio petroleiro, de 64 anos, continua desaparecido.