O embaixador da Coreia do Norte nas Nações Unidas reuniu-se na segunda-feira com o responsável pela pasta dos direitos humanos, numa tentativa de o demover a sugerir que Pyongyang seja levada ao Tribunal Penal Internacional.

O diplomata norte-coreano Kim Song disse à AFP que este encontro com o relator especial Marzuki Darusman, autor do relatório sobre o país publicado no início do ano, visa discutir «a futura cooperação na questão dos direitos humanos».

O encontro aconteceu pouco antes da apresentação de Darusman, na quarta-feira, onde vai sugerir à Assembleia Geral da ONU que a Coreia do Norte seja julgada por crimes de guerra.