Um barco com mais de quatrocentos migrantes naufragou ao largo da Líbia, na madrugada desta sexta-feira, fazendo, pelo menos, 200 mortos, avança a Reuters, que cita fontes oficiais.

Um oficial da Cruz Vermelha já veio precisar que até ao momento foram recuperados 82 corpos, mas "pelo menos 100 pessoas ainda estão desaparecidas", disse Ibrahim al-Attoushi, citado pela Reuters.

Segundo a agência, os migrantes terão ficado presos no porão do barco.  A embarcação seguia em direção à Itália quando aconteceu o acidente.

Um oficial da cidade de Zuwara, revelou que a guarda Costeira da Líbia conseguiu resgatar 198 pessoas durante a noite, das quais 147 foram levadas para um centro de detenção em Sabratha, a oeste de Tripoli.

Os migrantes eram provenientes da África Subsariana, Paquistão, Síria, Marrocos e Bangladesh, acrescentou a mesma fonte.

No entanto, a Guarda Costeira de Itália, que coordena as operações de resgate na costa da Líbia, ainda não confirmou o naufrágio.