Trinta e cinco mulheres, que acusam o comediante norte-americano Bill Cosby, de 78 anos, de abusos sexuais, apareceram na capa da revista New York. As alegadas vítimas quiseram demonstrar que estão unidas contra o ator. A revista mostra-as em fotografias, a preto e branco, sentadas na mesma posição. 

A edição da revista chega uma semana depois da audição de Cosby em relação a um caso de agressão sexual, ocorrido em 2005. A capa ilustra uma reportagem ( "Cosby. As mulheres. Uma irmandade indesejável") sobre o caso que envolveu o comediante em polémica.

“Já não tenho medo. Sinto-me mais poderosa do que ele”, afirma Chelan Lasha, uma das vítimas que diz ter sido violada pelo comediante aos 17 anos de idade. 
 
Bill Cosby tem negado e até agora ainda não foi acusado judicialmente por nenhum dos casos. 

Devido ao elevado tráfego, por causa desta edição, o site da revista ficou em baixo.