Onze polícias morreram num ataque com carro bomba em Cizre, na Turquia, informou o jornal turco Hurriyet.

O atentado, que ocorreu às 07:00 (05:00 em Lisboa) quando um carro armadilhado explodiu no exterior de um posto de controlo à entrada do edifício da polícia, também fez pelo menos 78 feridos, dos quais dois se encontram em estado grave. 

A explosão ocorreu no exterior de um edifício da polícia na cidade de Cizre, na província de Sirnak, perto das fronteiras com a síria e com o Iraque, povoada maioritariamente por curdos.

O ataque provocou danos significativos no quartel-general das forças antimotim e uma longa coluna de fumo negro no céu, segundo as imagens difundidas pela televisão turca.

A agência noticiosa pró-governamental Anadolu atribuiu a responsabilidade do ataque ao Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), movimento dos rebeldes separatistas curdos que Ancara qualifica como uma organização terrorista.