Cerca de 50 corpos de migrantes foram encontrados num barco na costa da Líbia, avança a Reuters que cita a Guarda Costeira de Itália. Segundo a mesma fonte, 430 migrantes foram ainda resgatados.

De acordo com o jornal Corriere della Serra, os migrantes foram mortos pelo fumo do motor do barco.

O barco foi encontrado pela unidade sueca, Poseidon, que faz parte da operação Frontex e que recolheu separadamente, em apenas dois resgates, 569 migrantes.

Os pedidos de auxílio partiram de 10 barcos, em dificuldades, que navegavam a 50 quilómetros da costa da Líbia, disse à Reuters a porta-voz da Guarda Costeira de Itália.

Cinco operações de resgate já foram concluídas, outras continuam a decorrer.

Quase 300 mil migrantes e refugiados chegaram este ano à Europa pelo mar Mediterrâneo, anunciou a Agência da ONU para Refugiados (ACNUR). Pelo menos 2.300 morreram durante a travessia.

Em conferência de imprensa, esta terça-feira, a porta-voz do ACNUR, Melissa Fleming, disse que 181 mil pessoas chegaram à Grécia e 108 mil a Itália.