O governo da Tanzânia ameaçou prender todos os defensores dos direitos dos homossexuais e avisou que expulsará os cidadãos estrangeiros no país que promovem esta causa. A notícia é avançada esta segunda-feira pela imprensa local, que cita o ministro do Interior do país, Mwigulu Nchemba.

Quero lembrar e advertir todas as organizações e instituições que defendem os interesses dos homossexuais. Vamos prender e levar à Justiça todos os que forem implicados", referiu o governante.

As declarações do ministro Mwigulu Nchemba foram deixadas numa intervenção que ocorreu no domingo e publicadas esta segunda-feira no diário governamental Daily News.

O governante disse que quem defende os direitos dos homossexuais deve ir para países que aceitem essas "práticas".

Os que defendeu a homossexualidade devem partir para os países que aceitem esse género de práticas. Se existir uma organização na Tanzânia que apoie os direitos dos homossexuais, ela perderá a autorização para atuar no país", destacou o ministro.