O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, anunciou sexta-feira que o país irá integrar a NATO como “sócio global”, tornando-se no primeiro país da América Latina a fazer parte daquela organização.

Formalizaremos em Bruxelas na próxima semana, e isto é muito importante, o ingresso da Colômbia na Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO, na sigla inglesa) na categoria de sócio global”, afirmou o chefe de estado, citado pela agência EFE.

Também na sexrta-feira, os países da OCDE aprovaram a entrada da Colômbia, que se torna no 37.º membro da organização e termina assim um processo de adesão que começou há mais de sete anos.

Ser membro da OCDE permitir-nos-á fazer as coisas melhor. Permite-nos melhorar as nossas políticas públicas”, assinalou, destacando que entrar na organização gera “confiança” aos investidores internacionais, o que cria emprego no país.

Para Juan Manuel Santos, “ser parte da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico) e da NATO melhora a imagen da Colômbia” e permite ao país “ter muito mais jogo no cenário internacional”

A entrada da Colômbia na NATO será formalizada em Bruxelas a 31 de maio.