A organização extremista designada Estado Islâmico apelou esta segunda-feira à realização de mais ataques terroristas nos países ocidentais e saudou os atentados cometidos recentemente, como o que visou o jornal francês Charlie Hebdo.

«Apelamos aos muçulmanos na Europa e no Ocidente infiel para que ataquem os cruzados onde quer que estejam (…) prometemos aos bastiões cristãos que vão continuar a viver em estado de terror, medo e insegurança», afirmou Abou Mohammad al-Adnani, porta-voz da organização em mensagem áudio difundida na internet.

«Vocês ainda não viram nada», acrescentou.

O porta-voz disse ainda que a organização extremista considerava como «inimigos» os muçulmanos que possam atacar os «cruzados» e não o façam.

O apelo do Estado Islâmico surge mais de suas semanas após os atentados de Paris, no jornal Charlie Hebdo e num supermercado judaico, que fizeram 20 mortos, entre os quais os três terroristas.