Pelo menos 30 pessoas, 25 das quais soldados e milicianos pró-governamentais, morreram este domingo e 41 outras ficaram feridas em dois atentados suicidas do grupo radical Estado Islâmico (EI) no oeste do Iraque, disse uma fonte da segurança.

Em declarações à agência noticiosa espanhola EFE, a fonte indicou que 15 soldados e milicianos morreram e 27 ficaram feridos quando um veículo com explosivos foi detonado na zona de Al-Buaiza, a noroeste de Ramadi, capital da província de Al-Anbar.

Após o atentado, registaram-se violentos confrontos entre as forças iraquianas e os ‘jihadistas’, tendo dezenas de combatentes sido abatidos e feridos e vários dos seus veículos destruídos.