Um tribunal do Bangladesh emitiu esta quarta-feira um mandado de prisão contra a líder da oposição, Khaleda Zia, acusada de não comparecer numa audiência para a qual foi convocada por corrupção.

O juiz Abu Ahmed, de um tribunal especial anticorrupção em Daca, «emitiu o mandado contra ela (Khaleda Zia)», disse à imprensa Sanaullah Miah, advogado da líder do Partido Nacionalista do Bangladesh (BNP).

O gabinete da líder da oposição foi em janeiro alvo de cerco policial para a impedir de participar nos protestos antigovernamentais.

O cerco ao gabinete de Khaleda Zia gerou protestos em todo o país que provocaram 27 mortos.

Khaleda Zia apelou então ao bloqueio dos transportes em todo o país enquanto estivesse cercada com os seus apoiantes a encetarem vários ataques a autocarros e outros veículos e com a polícia a retaliar com tiros e gás lacrimogénio.