grupo rebelde sírio enviou um vídeo

"Um incidente muito sério"






O porta-voz presidente russo, Vladimir Putin, afirmou que o abate do bombardeiro russo é um "incidente muito sério", mas que ainda é cedo para tirar conclusões.

"É impossível dizer alguma coisa sem ter toda a informação", afirmou Dmitry Peskov.

O primeiro-ministro da Turquia,  Ahmet Davutoglu, ordenou ao ministério das Relações Exteriores que consultasse a Nato, a Onu e os países envolvidos nos recentes acontecimentos na fronteira síria.

França, Rússia e EUA têm realizados ataques aéreos contínuos contra o Estado Islâmico na Síria.