O Conselho de Segurança da ONU aprovou este sábado, por unanimidade, um cessar-fogo de 30 dias na Síria.

O cessar-fogo tem como objetivo a entrada de ajuda humanitária e a realização de evacuações médicas.

Segundo o Observatório Sírio dos Direitos Humanos, pouco depois desta votação, houve novos bombardeamentos no enclave de Ghouta oriental.

A votação dos 15 membros do Conselho de Segurança vinha a ser adiada desde quinta-feira, devido aos entraves colocados pela Rússia.

Desde domingo, mais de 500 pessoas morreram na região de Ghouta, devido aos intensos bombardeamentos das forças governamentais, com ajuda russa.