O ataque contra a organização não-governamental Save the Children em Jalalabad, Afeganistão, foi controlado disseram à France Presse fontes oficiais, que confirmaram a morte de duas pessoas.

O ataque contra as instalações da organização não-governamental britânica foi levado a cabo por extremistas armados que provocaram ferimentos a, pelo menos, 12 pessoas. O Estado Islâmico já reivindicou a autoria do ataque.

“Por volta das 09:10 (04:40 em Lisboa) um veículo armadilhado, conduzido por um bombista suicida, explodiu junto à entrada do complexo da organização Save de The Children abrindo passagem a um grupo de homens armados”, disse à France Presse um porta-voz do governo provincial de Jalalbabd, Attaullah Khoqyani.

Por outro lado, uma testemunha referiu que um homem armado com um lança-foguetes RPG disparou contra a porta principal das instalações.

O ataque de Jalalabad acontece quatro dias após um atentado em Cabul, reivindicado por talibãs e que fez vinte mortos, 14 dos quais estrangeiros.

Jalalabad, capital da província de Nangarhar, na fronteira paquistanesa, regista uma elevada presença de forças talibãs.