As autoridades da Malásia elevaram esta segunda-feira para 11 o número de mortos num deslizamento de terras que soterrou, no sábado, um grupo de trabalhadores numa obra, no estado de Penang, no noroeste do país.

As equipas de resgate localizaram os cadáveres das duas pessoas que continuavam desaparecidas na sequência do deslizamento de terras.

Os mortos são trabalhadores indonésios, bangladeshianos e birmaneses, que juntamente com os quatro desaparecidos, incluindo um supervisor malaio, ficaram soterrados pela lama que caiu de uma ladeira, de 35 metros de altura.

O diretor do departamento de Fogos e Resgate de Penang, Saadon Mokhtar, disse que o acidente aconteceu quando os operários trabalhavam nas fundações da obra.