O Mali confirmou o seu primeiro caso de Ébola, esta quinta-feira, tornando-se no sexto país da África Ocidental a ser infetado pelo vírus, avança a Reuters.

Ousmane Kone, ministro da Saúde do Mali, contou à televisão local que o paciente é uma menina de dois anos, da cidade de Kayes, que chegou recentemente da Guiné.

«A condição da menina, de acordo com os nossos serviços, está a melhorar graças ao rápido tratamento», afirmou o ministro.

De acordo com um oficial de saúde, que pediu para não ser identificado, a mãe da rapariga morreu na Guiné há poucas semanas e a bebé foi trazida por familiares para Bamako, a capital, onde ficou durante 10 dias na cidade de Bagadadji antes de se dirigir para Kayes.

A criança foi admitida no hospital Fousseyni Daou, esta quarta-feira à noite, onde foi submetida a um teste de despiste de ébola.

De acordo com o ministro, as pessoas que estiveram em contato com a menina já foram identificadas e foram colocadas sob vigilância.