Uma fuga de gás obrigou, esta terça-feira, ao fecho das estações de comboios de Charing Cross e Waterloo East, em Londres. As estradas na área foram seladas e um cordão de 150 metros estabelecido no local, enquanto os especialistas tentam isolar a fuga.

No total, cerca de 1.450 pessoas foram retiradas de uma discoteca e de um hotel depois do alerta ter sido dado, pouco passava das 2:00. No Twitter, os bombeiros da cidade pedem às pessoas que evitem a zona e garantem que estão a trabalhar o mais rápido possível para resolver a situação.

Outros clubes, hotéis e empresas na área de West End em torno da Strand - uma via importante que atravessa o centro de Londres - também foram evacuados, com perturbações esperadas para a hora de ponta da manhã.

O serviço de comboios informa que por causa da fuga, alguns serviços podem ser atrasados ou até mesmo cancelados. A estação reabrirá assim que os serviços de emergência garantirem que não há perigo.

"As estações de Charing Cross e Waterloo East vão permanecer encerradas por precaução, até novo aviso, por causa de uma fuga de gás numa rua próxima. Os serviços serão desviados para as estações de Victoria, Cannon Street e Blackfriars e alguns serviços poderão ser atrasados ou cancelados", pode ler-se no comunicado.

Também os serviços de transportes de Londres informam que a estrada A4 Strand / Northumberland St está fechada entre Trafalgar Square e Bedford Street.