“Estamos aqui para exprimir a nossa solidariedade para com os migrantes e para denunciar a inatividade do Estado francês, que não tem vontade de assegurar uma vida melhor aos refugiados. Está aqui em jogo uma tragédia humana”, afirmou Rino, estudante italiano de 22 anos, vindo de autocarro de Paris.