Os talibãs atacaram hoje um acampamento das Forças Armadas do Paquistão em Peshawar e 32 pessoas morreram, incluindo 16 que rezavam numa mesquita situada no interior da base.

O ataque foi perpetrado por um grupo de pelo menos 13 talibãs, armados e vestidos com uniforme policial, que antes de serem abatidos mataram 32 pessoas, incluindo três militares, e fizeram mais de vinte feridos.

O ataque à base foi o maior no Paquistão contra alvos militares desde o de dezembro passado contra uma escola em Peshawar ligada ao exército, em que morreram 125 crianças.

Na altura, tal como agora, o ataque foi reivindicado pelo principal grupo talibã paquistanês, o TTP, que em dezembro assegurou que a ação tinha sido uma reação às ofensivas do exército paquistanês, lançadas nas regiões de Khyber e na área tribal de Waziristan.