Pelo menos seis pessoas morreram nas últimas horas e outras 25 ficaram feridas num bombardeamento do exército na província central síria de Hama, informou este sábado o Observatório Sírio dos Direitos Humanos.

Numa nota, a Organização Não-Governamental declarou que seis pessoas faleceram, entre elas quatro mulheres, enquanto outras 25 ficaram feridas num ataque de efetivos do presidente sírio, Bashar al-assad, na cidade de Al-Salamiya, na província de Hama.

O Observatório informou a 19 de julho que nas proximidades de Al Salamiya se desencadearam confrontos entre o grupo ‘jihadista’ Estado Islâmico (EI) e as forças governamentais sírias.