O Parlamento do Zimbabué iniciou ao principio da tarde desta terça-feira a sessão sobre o processo de destituição do presidente Robert Mugabe, no poder desde 1980, constatou um jornalista da France Presse no local.

A sessão parlamentar é acompanhada por centenas de pessoas que se encontram concentradas frente ao edifício do Parlamento e que exigem o afastamento do chefe de Estado confinado à residência particular pelos militares, desde a semana passada.

Entretanto, o governo do Botswana divulgou um comunicado em que apela a Mugabe para se afastar do poder.

A carta do governo é apoiada pelo presidente do Botswana, Ian Khama, crítico de Mugabe.

Quatro países da região estão reunidos para analisarem a crise política no Zimbabué.

O presidente da África do Sul juntou-se à cimeira organizada por Angola e que reúne também representantes da Zâmbia e da Tanzânia.

A delegação regional da Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral recomendou a realização de um encontro alargado em que devem participar os 16 países membros da organização com o objetivo de discutirem a situação no Zimbabué.