O Governo dos Estados Unidos prepara um pacote de ajudas para a ilha de Dominica e outros enclaves caribenhos atingidos pelo furacão Maria, informou na quarta-feira o Departamento de Estado.

“Os Estados Unidos estão solidários com o povo de Dominica e com todos os do Caribe afetados pelo impacto devastador do furacão Maria”, disse em comunicado.

O Departamento de Estado acrescentou que os Estados Unidos estão preparados para trabalhar com esses territórios e com os parceiros internacionais “para proporcionar ajuda de forma imediata”.

"Estamos em processo de coordenar o melhor pacote de ajudas possível", refere o comunicado.

O furacão Maria, que agora ameaça a República Dominicana, arrasou na quarta-feira Porto Rico, depois de ter devastado Guadalupe e Dominica no dia anterior, causando um total de dez mortos.

Em Porto Rico, onde o Maria foi o pior furacão dos últimos em 80 anos, ficou um rasto de destruição, com habitações derrubadas, várias inundações e um milhão de pessoas ficou sem eletricidade.

Segundo o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos, o furacão voltou a atingir a intensidade três, de um máximo de cinco, ao aproximar-se do extremo oriental da República Dominicana, com ventos de 185 quilómetros por hora.

Por volta das 02:00 (06:00 em Lisboa), o centro do furacão Maria localizava-se a 90 quilómetros de Punta Cana e a 380 quilómetros a sudeste das ilhas Turcas e Caicos avançando a uma velocidade de 15 quilómetros por hora em direção a nordeste.