Uma fotografia, aparentemente inocente, de uma criança numa casa de banho, está a tornar-se viral na Internet e a chocar as redes sociais por um motivo surpreendente.

A imagem, que Stacey Weherman Feeley achou engraçada e pretendia enviar ao marido, era afinal tudo menos inocente e levou esta mãe a fazer um apelo sentido no Facebook.

É que a menina, de apenas três anos, explicou à mãe que estava a praticar para um exercício na pré-escola sobre o que fazer no caso de ficar presa na casa de banho durante um ataque com armas.

Desarmada com a explicação da filha, a mulher dirigiu aos políticos um pedido de atenção.

Naquele momento toda a inocência que julgava que a minha de três anos tinha desapareceu”, escreveu Stacey Feeley. “Políticos, vejam bem isto! Estes são os vossos filhos, as vossas crianças, netos, bisnetos e as gerações futuras. Eles vão viver as suas vidas e crescer num mundo baseado nas vossas decisões”.

Na publicação, que já conta com mais de 12 mil partilhas na rede social, a mãe da menina acusa os políticos norte-americanos de não resolver o problema do livre acesso às armas no país.  

Ninguém pensa que o controlo de armas resolverá 100% do controlo do crime. Mas talvez, só talvez, ajude 1% ou 2% ou 50%? Quem sabe se não tentarmos?"

Muitos internautas comentaram a publicação, surpreendidos pelo facto de crianças tão pequenas praticarem este tipo de exercício.

A mulher publicou a fotografia no Facebook apenas três dias depois do massacre numa discoteca gay em Orlando, na Florida, que fez 49 mortos e 53 feridos.

Esta segunda-feira, o Senado norte-americano rejeitou uma proposta democrata destinada a generalizar as verificações de antecedentes criminais ou psiquiátricos antes da venda de armas de fogo.