O ciclone Winston, que chegou no sábado às ilhas Fiji, já causou pelo menos cinco mortos e uma vasta destruição naquele país do Pacífico habitado por 881.000 pessoas.

Considerado o mais forte ciclone naquela região, o Wisnston chegou às Fiji com ventos de 230 quilómetros por horas e rajadas de 325 quilómetros por hora, segundo a agência Efe.

O primeiro-ministro das Fiji, Voreqe Bainimarama, também conhecido por Frank Bainimarama, confirmou as cinco vítimas morais, segundo o diário neozelandês New Zealand Herald.

No sábado, o governante tinha afirmado, durante um discurso ao país, que as ilhas Fiji enfrentavam uma provação do tipo mais grave e apelou à união dos cidadãos. 

"Como nação, estamos a enfrentar uma provação do tipo mais grave. Temos que ficar juntos, enquanto povo, e olhar uns pelos outros. Estejam alerta e preparados", disse o primeiro-ministro, Voreqe Bainimarama, num discurso nacional.