O exército do Líbano, apoiado pelos Estados Unidos, anunciou o início de uma ofensiva militar para expulsar os militantes do grupo extremista Estado Islâmico da fronteira com a Síria.

O anúncio, feito este sábado, surgiu ao mesmo tempo que o grupo libanês Hezbollah e o exercito sírio anunciaram uma ofensiva semelhante para expulsar os militantes do Estado Islâmico do lado sírio da fronteira, na cordilheira ocidental de Qalamoun.

A operação, há muito aguardada, vai envolver cooperação dos dois lados, apesar de as autoridades libanesas insistirem que não se estão a coordenar com o Governo do Presidente sírio Bashar al-Assad.