Pelo menos 13 pessoas morreram numa rixa numa prisão na Guatemala, incluindo um capitão que cumpria pena de 20 anos por homicídio e uma mulher de nacionalidade argentina.

Em conferência de imprensa, o ministro do Interior, Francisco Rivas, disse que o motim teve origem com uma granada lançada contra o capitão Byron Lima, encarcerado pelo homicídio em 1998 do bispo Juan Gerardi.