O primeiro-ministro da Austrália, Malcolm Turnbull, anunciou a proposta para convocar eleições antecipadas para 2 de julho, após de o Senado recusar aprovar uma legislação por duas vezes.

“A minha intenção é, depois dos orçamentos – cuja entrega está prevista para 3 de maio –, pedir ao governador-geral a dissolução das duas câmaras legislativas para convocar eleições que espero serem celebradas a 2 de julho”, declarou Turnbull.

Malcolm Turnbull deseja implementar um pacote de leis para restaurar uma comissão de fiscalização do setor da construção, e que já foi rejeitado pelo Senado por duas vezes.