Um grupo de motociclistas atacou segunda-feira a tiro uma marcha da oposição venezuelana na cidade de Valência, estado de Carabobo, oeste de Caracas, provocando oito feridos.

As rádios locais dão conta que entre os feridos se encontra a estudante e Miss Turismo Carabobo 2013, Genésis Carmona, 22 anos, que foi hospitalizada nos cuidados intensivos depois de ser atingida na cabeça.

Segundo o diário El Carabobeño, os motociclistas dispararam contra os manifestantes depois da polícia militar ter abandonado a avenida onde decorria o protesto e recorreram também a pedras e garrafas de vidro contra a manifestação.

López detido

Já nesta terça-feira, Leopoldo López, líder da oposição, 42 anos, entregou-se às forças de segurança venezuelanas, durante um protesto em Caracas. Segundo a agência de notícias Reuters, López entrou voluntariamente numa viatura blindada das autoridades. Tinha sido alvo de um mandado de captura, por incitamento à violência, sendo que pode ser acusado da morte de quatro manifestantes, no passado dia 12.

Por seu lado, as Forças Armadas do país divulgaram um comunicado, também nesta terça-feira, no qual informam que vão impedir qualquer tentativa de golpe de Estado.

Em Brasília, o ministro brasileiro das Relações Exteriores, Luiz Alberto Figueiredo, e o ministro britânico dos Negócios Estrangeiros, William Hague, mostraram-se preocupados com a situação na Venezuela. Já o Presidente colombiano, Juan Manuel Santos, disse, nas últimas horas, estar disposto a mediar o diálogo entre o Governo e a oposição.

No domingo, Nicolás Maduro, chefe de Estado venezuelano, anunciara a expulsão do país de três funcionários consulares dos Estados Unidos - são acusados de conspiração contra o Governo.