O Congresso dos deputados espanhol votou unanimemente esta terça-feira, a favor do reconhecimento da Palestina como Estado independente, avança o jornal El País.

A proposta de lei foi votada em Madrid por 322 deputados, com 319 votos a favor, uma abstenção e dois «não».

Espanha tornou-se assim o terceiro país europeu a reconhecer uma Palestina independente, seguindo-se aos Parlamentos do Reino Unido e Irlanda.

No entanto, não se trata de uma decisão vinculativa, mas de uma «ferramenta necessária» à promoção da paz entre Israel e a Palestina, sendo que o documento defende que a coexistência entre ambos é a «única solução possível».

Esta decisão surge no mesmo dia em que se registou um agravar da tensão, que culminou com um atentado a uma sinagoga em Jerusalém que matou quatro pessoas.