Os três jovens presos por planearem um atentado contra militares no sul de França, sob o comando do Estado Islâmico, foram acusados formalmente de terrorismo por um juiz em Paris na sexta-feira à noite, informaram este sábado fontes judiciais.

Ismael K., de 17 anos, Antoine Frèrejean, de 19 anos e Djebril Amara, de 23 anos, foram apresentados a um juiz que os acusou de associação terrorista após quatro dias de detenção, nos quais foram interrogados pelos serviços secretos franceses, segundo as mesmas fontes, acrescentando que permanecerão presos.

Os três jovens foram detidos na segunda-feira em Marselha (sudeste da França), Valenciennes (norte) e Chesnay (perto de Paris) numa operação da Direção-Geral de Informação Interior (DGSI), na qual foi também detido um outro menor, de 16 anos, que foi ilibado e libertado depois de algumas horas.