O secretário da Defesa dos EUA, Ashton Carter, utilizou a sua conta pessoal de correio eletrónico para assuntos oficiais, algo de que é acusada a ex-secretária de Estado e pré-candidata presidencial Hillary Clinton, segundo o New York Times.

De acordo com o jornal nova-iorquino, que cita fontes da Casa Branca e do Departamento de Defesa, Carter utilizou o seu ‘email’ particular durante os seus primeiros meses à frente do Pentágono, no início deste ano.

Segundo a informação publicada, o secretário da Defesa dos EUA continuou a utilizar a sua conta pessoal até ter vindo a público a polémica sobre o correio eletrónico privado de Hillary Clinton, relativamente ao período do primeiro mandato de Barack Obama (2009-2013).

Foi o chefe de gabinete da Casa Branca, Denis McDonough, que, o dar-se conta em maio de que Carter usava o seu 'email' pessoal, perguntou ao Pentágono quais eram os motivos, o que fez com que o secretário da Defesa abandonasse essa prática e passasse a usar a conta oficial.

Este ano, Hillary Clinton viu-se envolvida em polémica, quando se preparava para lançar a sua candidatura às primárias democratas, ao ser revelado que ela tinha utilizado a sua conta pessoal de email para assuntos de interesse nacional quando era secretária de Estado.

Clinton usou o seu email privado e servidor doméstico, ao invés do sistema oficial do Governo, enquanto ocupou o cargo de secretária de Estado, entre 2009 e 2013. 

No final de agosto, o Departamento de Estado norte-americano publicou 7.000 páginas de correio eletrónico enviadas ou recebidas por Clinton, durante o mandato de secretária de Estado.