Um total de 26 pessoas, incluindo 16 estudantes, morreram na sequência de dois atentados à bomba, com viatura armadilhadas, perpetrados na terça-feira pela Al-Qaida em Rada, no centro do Iémen, segundo um novo balanço oficial hoje divulgado.

Em comunicado, a alta comissão de segurança indica que a cidade de Rada, na província de Baïda, foi atingida por «dois atentados com viaturas armadilhadas» que custaram a vida a 16 estudantes e a 10 cidadãos.

O primeiro atentado atingiu um autocarro escolar que circulava numa rua de Rada, enquanto o segundo visou um encontro de habitantes no centro da cidade, informou o organismo.

Os dois atentados foram cometidos por «elementos terroristas da Al-Qaida», refere a comissão, sem especificar as motivações.

Um balanço preliminar, facultado por fontes da segurança iemenita na terça-feira, dava conta de 25 mortos, incluindo 15 estudantes, num atentado contra uma posição da milícia xiita Ansaruallah em Rada.

Tanto as milícias xiitas como a Al-Qaida (sunita) tentam há meses tomar o controlo de Rada, palco de frequentes confrontos.