Um novo balanço das inundações no Estado indiano de Kerala apontou para 324 mortos, de acordo com dados oficiais divulgados esta sexta-feira pelo governo local.

O ministro-chefe de Kerala, Pinarayi Vijayan, declarou numa mensagem na rede social Twitter que o seu Estado “está diante das piores inundações desde há séculos”, com “324 vidas perdidas” e revelou ter solicitado apoio ao primeiro-ministro do país, Narendra Modi.

Um balanço anterior divulgado esta sexta-feira sobre os dez dias de inundações na região de Kerala indicava haver 164 mortos.

As chuvas torrenciais, trazidas pelas monções, pararam esta sexta.feira e milhares de equipas de resgate estão a trabalhar de forma a transferirem a população para 1.200 campos estatais, onde mais de 150 mil pessoas já se encontram abrigadas.

As fortes chuvas nos últimos oito dias desencadearam inundações, deslizamentos de terra e desmoronamentos em pontes e estradas, causando sérios distúrbios nos serviços aéreos e ferroviários em Kerala.

O Estado de Kerala, procurado pelos turistas devido às praias rodeadas de palmeiras e às plantações de chá, é afetado anualmente por fortes chuvas na época das monções, mas este ano a precipitação está a ser particularmente forte.

Mais de um milhão de turistas visitaram o Estado em 2017, segundo estatísticas oficiais.