Forças de segurança venezuelana são acusadas de terem matado 37 presos durante uma operação noturna numa cadeia no estado do Amazonas, no sul do país, segundo refere o governador da região.

Houve um massacre", frisou o governador Liborio Guarulla, citado pela agência noticiosa Reuters, acrescentando que "a morgue está totalmente sobrecarregada" e que a operação foi levada a cabo durante a noite na capital do estado, Puerto Ayacucho.

Várias organizações de direitos humanos reconhecem haver gangues que controlam prisões na Venezuela, dispondo mesmo de armamento.

O governo entrou para tentar recuperar o controlo da cadeia. Os prisioneiros resistiram", contou um membro do conselho da cidade, José Mejias, que ouviu tiros durante a noite toda.

Até ao momento, segundo refere a agência Reuters, o Ministério da Informação da Venezuela ainda não fez qualquer comentário aos acontecimentos em  Puerto Ayacucho.