Os EUA exortaram esta segunda-feira a Federação Russa e os rebeldes separatistas ucranianos que apoia a pararem «imediatamente» os ataques no leste da Ucrânia, exprimindo as suas inquietações «mais graves» com as violações do cessar–fogo.

«Os EUA exprimiram as suas inquietações mais graves pela deterioração da situação em Debaltseve e nos seus arredores, no leste da Ucrânia», afirmou a porta-voz do Departamento de Estado, Jennifer Psaki, em comunicado.

«Exortamos a Rússia e os separatistas a pararem imediatamente todos os ataques», acrescentou.