Várias pessoas foram atropeladas por um táxi no centro de Moscovo, na Rússia, neste sábado, com as autoridades a excluírem a possibilidade de tratar-se de um atentado terrorista.

O condutor terá perdido o controlo da viatura, abalroando os transeuntes e embatendo depois num poste de sinalização, de acordo com a polícia russa, que divulgou algumas imagens na rede social Twitter.

Pelo menos oito pessoas, entre as quais dois turistas mexicanos, receberam assistência médica. Uma mulher sofreu ferimentos graves, mas não corre perigo de vida. Todos os outros são feridos ligeiros.

Segundo a agência noticiosa russa Interfax, o taxista, que foi detido, estaria alcoolizado. O próprio terá dito à polícia que não agiu propositadamente. No entanto, a polícia de trânsito russa indicou que o homem não estaria sóbrio.

O homem é natural do Quirguistão e, de acordo com testemunhas, tentou fugir do local do incidente.

O táxi já foi retirado do local e a circulação foi reaberta pouco depois.

O atropelamento teve lugar junto ao centro comercial Gostiny Dvor, no centro da capital russa.

Surgiu, entretanto, nas redes sociais, um vídeo, que carece ainda de autenticidade, que mostra um taxista a sair deliberadamente de uma fila de trânsito, subindo o passeio e atropelando a multidão. O homem foge depois da viatura e é perseguido por anónimos.

O incidente ocorre no mesmo dia em que foi conhecido um alerta dos Estados Unidos para que os seus cidadãos não viajem para a Rússia devido à ameaça terrorista durante o Mundial 2018, que teve início na quinta-feira.