O antigo chanceler alemão Helmut Kohl morreu esta sexta-feira. Desde 2008 que estava limitado a uma cadeira de rodas, devido a uma queda.
 
Helmut Josef Michael Kohl nasceu antes da II Grande Guerra, em 1930, e tornou-se chanceler da Alemanha Federal em 1982, eleito pelos democratas-cristãos da CDU, partido da atual chanceler Merkel.
 
Kohl sucedeu então ao histórico chanceler social-democrata Helmut Schmidt e coube-lhe a tarefa de reunir as duas Alemanhas separadas pela Guerra em 1990.
 
A parit daí, Kohl liderou a Alemanha reunificada até 1998, sendo um dos principais impulsionadores do Euro como moeda única europeia, conseguindo vencer as reticências dos alemães em deixarem o marco.
 
Em 1998, Helmut Kohl foi substituído como chanceler pelo social-democrata Gerhard Schröder.

"Persistência indomável"

A par do presidente francês François Mitterrand, Helmut Kohl é considerado como um dos arquitetos do Tratado de Maastricht, que criou a União Europeia, sobre a organização de países então conhecida por Comunidade Económica Europeia.

Liderou com Mitterrand a Europa num momento crucial de aprovação do Euro, a moeda única e tinha tanta visão de futuro quanto determinação e persistência. Era verdadeiramente uma pessoa de uma persistência indomável", sublinhou o presidente português, Marcelo Rebelo de Sousa, lembrando Helmut Kohl.