A Coreia do Sul deu conta de três novas mortes devido à Síndrome Respiratória do Médio Oriente, elevando para 19 o número de mortos, num surto que já contagiou 154 pessoas.

Segundo o Ministério da Saúde e Bem-Estar sul-coreano, três dos quatro mortos contraíram o novo coronavírus ao visitar o Centro Médico Samsung de Seul, o hospital onde se registou a grande maioria dos contágios.

O centro de saúde, propriedade do Grupo Samsung, decidiu suspender as suas operações pelo menos até 24 de junho.

O Governo sul-coreano considera que o vírus não se propagou entre a população em geral, já que o contágio está quase exclusivamente limitado aos hospitais (há 55 afetados em todo o país), e estima que o surto pode estar controlado no final do mês.

Até ao momento, 17 pessoas recuperaram da doença, que foi pela primeira vez detetada a 20 de maio, informou hoje o Ministério.

Atualmente há 5.580 pessoas em todo o país de quarentena devido à possibilidade de terem contraído o vírus, que tem um período de incubação de 14 dias.