Cerca de 38 mil pessoas ficaram sem eletricidade, esta segunda-feira, na capital da Argentina, Buenos Aires, devido ao elevado consumo de energia provocado pelas elevadas temperaturas em pleno verão austral, informaram fontes oficiais.

A Agência Reguladora de Energia Elétrica (ENRE) indicou, no seu mais recente relatório, que existem 26.768 pessoas afetadas pelos cortes na área de concessão da empresa Edenor e 11.484 na da Edesur, que fornecem eletricidade aos moradores de Buenos Aires e à sua área metropolitana, a mais povoada da Argentina.

Já na sexta-feira passada, quando cerca de 65 mil pessoas foram afetadas por um ‘apagão’, a procura de energia bateu um recorde histórico (25.380 megawatts) numa altura em que o termómetro marcava 34,5 graus na capital argentina.