O parlamento da Birmânia elegeu esta terça-feira Htin Kyaw, um homem da confiança da Nobel da Paz Aung San Suu Kyi, para novo Presidente da Birmânia. Htin Kyaw é o primeiro chefe de Estado democraticamente eleito em décadas.

O companheiro de luta de longa data da prémio Nobel da Paz, proposto pela Liga Nacional para a Democracia (LND), liderada por Aung San Su, foi eleito, sob aplausos, com 360 votos de um total de 652 deputados.

O novo chefe de Estado do país conseguiu mais votos que Henry Van Thio, também da NLD, e que o tenente-general Mying Swe, designado pelas Forças Armadas. Agora, estes últimos serão nomeados vice-presidentes.

A Nobel da Paz Aung San Suu Kyi explicou que Htin Kyaw foi escolhido pela sua lealdade, e por ter a formação e a experiência necessárias para desempenhar o cargo. 

San Suu Kyi, cujos dois filhos têm passaporte britânico, não podia candidatar-se à presidência devido a uma norma da Constituição, aprovada pela última Junta Militar, que impede que pessoas com familiares estrangeiros possam exercer o cargo.