Um professor foi esfaqueado, esta segunda-feira, por um homem entrou numa escola, em Aubervilliers, Seine-Saint-Denis, França, e que durante o ataque invocou o Estado Islâmico.

Segundo o  Le Figaro, o ataque aconteceu cerca das 7:40 na escola Jean Perrin. O suspeito, encapuzado, entrou nos estabelecimento e esfaqueou o homem de 45 anos na garganta enquanto este se encontrava sozinho na sala.  

O docente foi levado para o  hospital Lariboisière e não corre perigo de vida.

De acordo com as investigações iniciais, o agressor, agora em fuga, terá evocado o Estado Islâmico durante o ataque.

"É o Daesh, é um aviso", terá dito o homem, segundo o testemunho do professor, revelou o procurador de Bobigny.


Brigada Criminal da Polícia Judiciária Paris abriu um inquérito por tentativa de homicídio por conexão a organização terrorista.

A agressão ocorre um mês após os atentados de 13 de novembro em Paris, reivindicados pelo movimento extremista Estado Islâmico, do qual resultaram 130 mortos e cerca de 350 feridos, um dos mais mortíferos ocorridos em França.