De acordo com testemunhas, foi visto um grande contingente policial junto ao Hotel Pullman, no 7º bairro, assim como vários carros de emergência. 

O metro de Paris anunciou ainda que a estação central Champs de Mars está encerrada.

 

Philippe Goujon, vice-presidente do 15º bairro de Paris, disse à BBC que o relatório de tiros perto do hotel Pullman é "a obra de brincalhões."

"Não é nada, há também foi outro alerta falso em Boulevard de Grenelle".